Moeda - Franco CFA da África Ocidental

Moeda  >  Franco CFA da África Ocidental

Franco CFA da África Ocidental

Fr
O Franco CFA da África Ocidental (em francês : franco CFA ou simplesmente franco, código ISO 4217 : XOF) é a moeda de oito estados independentes que abrange uma área de 3.500.000 quilômetros quadrados na África Ocidental: Benin, Burkina Faso, Costa do Marfim, Guiné-Bissau, Mali, Níger, Senegal e Togo. A sigla "CFA" correspondem a Communauté Financière d'Afrique (Comunidade Financeira Africana). O Banco Central dos Estados Oeste Africano (BCEAO) é responsável pela emissão de notas e moedas. Baseia-se em Dakar, a capital senegalesa, e representa os membros da Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental (UEMOA). O franco é dividido em 100 centavos, mas nunca foram cunhadas moedas dessas denominações.

O franco CFA foi introduzido pela primeira vez em 1945 nas colônias francesas na África, substituindo o franco da África Ocidental Francesa. As primeiras colônias e territórios a usar o novo franco foram Costa do Marfim, Dahomey, Sudão Francês (actual Mali), Mauritânia, Níger, Senegal, Togo e Alto Volta. A moeda continuou a ser utilizada após a independência desses territórios, exceto Mali, que substituiu o franco CFA para o seu próprio franco em 1961. Em 1973, a Mauritânia substituiu o franco CFA pelo Uguia com uma taxa de câmbio de 1 MRO = 5 XOF. Em 1984 Mali readotou novamente com a taxa de câmbio do franco CFA 2 MLF = 1 XOF. A ex-colônia portuguesa de Guiné-Bissau adotou o franco CFA em 1994, substituindo o peso com uma taxa de câmbio de 1 XOF = 65 GWP.

Em 1948, foram introduzidas moedas de alumínio de 1 e 2 francos. Estes foram seguidos em 1956 por moedas de alumínio-bronze 5, 10 e 25 francos. Tudo levou o nome Afrique Occidentale Française. Em 1957, moedas de 10 e 25 francos foram emitidas com o nome de Togo. A partir de 1959, as moedas foram emitidas pelo BCEAO.

Moedas de níquel de 100 francos foram introduzidos em 1967, seguido por as moedas de 50 francos cupro-níquel em 1972. Pequenas, moedas de aço de 1 franco foram introduzidos em 1976 (até 1995), seguido por bimetálicos 250 francos em 1992 (golpeado até 1996). Em 2003 moedas bimetálicas de, 200 e 500 francos foram introduzidas.

País

Benim

O Benim, oficialmente República do Benim (République du Bénin), é um país da região ocidental da África limitado a norte pelo Burquina Faso e pelo Níger, a leste pela Nigéria, a sul pela Enseada do Benim e a oeste pelo Togo.

A capital constitucional é a cidade de Porto-Novo, mas Cotonou é a sede do governo e a maior cidade do país. O país tem km² e uma população de 10 milhões de habitantes (2013). Do ao XIX, Benin foi governada pelo Reino do Daomé. Esta região foi referida como a Costa dos Escravos, desde as do devido ao grande número de escravos embarcados para o Novo Mundo durante o tráfico negreiro transatlântico. Após a escravidão ser abolida, a França tomou conta do país e rebatizou Daomé francês. Em 1960, Daomé ganhou a independência total da França, trazendo um governo democrático para os próximos 12 anos. Antiga colónia francesa, o país alcançou independência em 1 de agosto de 1960, com o nome de República de Daomé. Em 1975 o país adotou o atual nome de Benim, em razão de o país ser banhado a sul pela Baía de Benim.

Burkina Faso

O Burkina Faso, Burquina Faso, Burquina Fasso, ou simplesmente Burquina é um país africano limitado a oeste e a norte pelo Mali, a leste pelo Níger, e a sul pelo Benim, pelo Togo, por Gana e pela Costa do Marfim. Sua capital é a cidade de Uagadugu . Sua área territorial abrange quilômetros quadrados com uma população estimada de mais de de habitantes.

A região noroeste do país foi povoada entre e por caçadores-coletores. Assentamentos agrícolas apareceram entre e O cerne do que é atualmente o Burquina Faso foi composto principalmente pelos Reinos Mossis. Estes reinos Mossi se tornariam um protetorado francês em 1896. No final do, como consequência da Corrida a África no continente, a região do atual Burquina foi ocupada e anexada pela França, condição que se manteve até 1960 quando recuperou sua independência da potência colonial europeia.

Costa do Marfim

A Costa do Marfim (Côte d'Ivoire), oficialmente République de Côte d'Ivoire, é um país africano, limitado a norte pelo Mali e pelo Burkina Faso, a leste pelo Gana, a sul pelo Oceano Atlântico e a oeste pela Libéria e pela Guiné. Sua capital é Yamoussoukro, mas a maior cidade é Abidjan.

Em Portugal, denomina-se ebúrneo, marfinês, costa-marfinês ou ainda costa-marfinense a quem é natural da Costa do Marfim. No Brasil, é marfinense. O governo marfinês solicitou à comunidade internacional em outubro de 1985 que o país seja designado apenas pelo nome francês Côte d'Ivoire e vários países e organizações internacionais acataram. No entanto, em português o país é comumente designado pelo seu nome traduzido Costa do Marfim, o mesmo ocorrendo em outras línguas, como Ivory Coast em inglês e Elfenbeinküste em alemão.

Guiné-Bissau

Guiné-Bissau, oficialmente República da Guiné-Bissau, é um país da África Ocidental que faz fronteira com o Senegal ao norte, Guiné ao sul e ao leste e com o Oceano Atlântico a oeste. O território guineense abrange 36.125 quilómetros quadrados de área, com uma população estimada de 1,6 milhão de pessoas.

Guiné-Bissau fazia parte do Reino de Gabu, bem como parte do Império do Mali. Partes deste reino persistiram até o, enquanto algumas outras estavam sob domínio do Império Português desde o . No XVIII, a região foi colonizada e passou a ser referida Guiné Portuguesa. Após a independência, declarada em 1973 e reconhecida em 1974, o nome de sua capital, Bissau, foi adicionada ao nome do país para evitar confusão com a Guiné (a antiga Guiné Francesa). Foi a primeira colónia portuguesa no continente africano a ter a independência reconhecida por Portugal.

Mali

O Mali ou Máli, oficialmente República do Mali, é um país africano sem saída para o mar na África Ocidental. O Mali é o sétimo maior país da África. Limita-se com sete países, a norte pela Argélia, a leste pelo Níger, a oeste pela Mauritânia e Senegal e ao sul pela Costa do Marfim, Guiné e Burkina Faso. O Mali tem uma área de km² e a sua população é estimada em cerca de 13 milhões de habitantes. A capital do país é Bamaco.

Formado por oito regiões, o Mali tem fronteiras ao norte, no meio ao Deserto do Saara, enquanto a região sul, onde vive a maioria de seus habitantes, está próximo aos rios Níger e Senegal. Alguns dos recursos naturais no Mali são o ouro, o urânio e o sal.

Níger

O Níger (Niger), oficialmente República do Níger (em francês: République du Niger), é um país da África Ocidental. Faz fronteira com a Argélia e Líbia ao norte, a leste com o Chade, a sul com a Nigéria e Benim e a oeste com Burkina Faso e Mali. O país abrange uma área de quase, fazendo desta a maior nação da África Ocidental, com mais de 75% de sua área de terra coberta pelo Deserto do Saara. A população é predominantemente islâmica, sendo estimada em, conforme dados de 2013. A capital é Niamey, localizado no sudoeste do país, que é a sua cidade mais populosa.

O Níger é um país subdesenvolvido, e é consistentemente umas das nações que apresentam um Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) muito baixo, com um total de 0,348 pontos, obtendo a 188ª classificação entre os países pesquisados, de acordo com dados do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Grande parte das porções não desérticas do país estão ameaçadas por secas periódicas e a desertificação. A economia está concentrada em torno de subsistência e o setor agrário concentra-se na região sul, a parte mais fértil de seu território. A exportação de matérias-primas, principalmente minério de urânio, também é um dos principais contribuintes da economia nigerina. O país enfrenta sérios desafios para o desenvolvimento devido à sua posição sem litoral, terreno desértico, má educação, extrema pobreza, falta de infraestrutura e degradação ambiental.

Senegal

O Senegal, oficialmente República do Senegal (em francês, République du Sénégal), é um país localizado na África Ocidental. Faz fronteira com o Oceano Atlântico a oeste, com a Mauritânia ao norte e ao leste, com o Mali, a leste, e com a Guiné e a Guiné-Bissau ao sul. A Gâmbia forma um quase-enclave no Senegal, penetrando mais de 300 km para o interior. As ilhas de Cabo Verde estão localizados 560 km da costa do Senegal. O país deve o seu nome ao rio que faz fronteira com ele para o leste e para o sul e sobe no Futa Jalom na Guiné. O clima é tropical e seco com duas estações: a estação seca e a estação chuvosa.

O atual território do Senegal tem visto o desenvolvimento de vários reinos, como o Império Uolofe, vassalo dos impérios sucessivos de Gana, Mali e Songhai. Depois de 1591, ele sofreu a fragmentação política do Oeste Africano consecutivo na Batalha de Tondibi. No, vários contadores pertencentes a vários impérios coloniais europeus se estabeleceram ao longo da costa, eles servem para apoiar o comércio triangular. A França assumiu ascendência gradual para os outros poderes e ergueu Saint Louis, Gorée, Dacar e Rufisque em comunas francesas regidas pelo estatuto dos quatro municípios. Com a Revolução Industrial, a França queria construir uma ferrovia para ligar e Lat Dior entrou em conflito com o rei Damel do Caior. Este conflito fez com que a França elevasse o Reino de Caior à categoria de protetorado em 1886, um ano após a Conferência de Berlim. A colonização de toda a África Ocidental é então preparada e Saint Louis e Dacar vão-se tornar duas capitais sucessivas da África Ocidental Francesa, criada em 1895. Dacar mais tarde se tornou a capital da República do Senegal, no momento da independência em 1960.

Togo

O Togo, oficialmente República Togolesa, é um país africano, limitado a norte por Burkina Faso, a leste pelo Benim, a sul pelo oceano Atlântico e a oeste por Gana. Localizado no oeste da África, Togo é constituído por um estreito território que reúne povos de diferentes origens. O grupo étnico euê, o mais numeroso (45,4% da população), concentra-se no sul, perto do litoral, a região mais desenvolvida. A maioria dos habitantes vive da agricultura, cujos principais produtos são o algodão e a cana-de-açúcar. O país é um importante centro de comércio regional graças ao porto de sua capital, Lomé. Assim como muitos de seus vizinhos, é um dos países mais pobres do mundo. Cerca de 38,7% da população vive abaixo da linha de pobreza internacional, vivendo com menos de US$ 1,25 por dia. Outros 69,3% dos habitantes do país vivem com menos de US$ 2 por dia. O Togo é habitado por 7,965 milhões de habitantes, de acordo com dados de 2017 da CIA.

Do século XI ao XVI, várias tribos entraram na região vindas de todas as direções. Do século XVI ao século XVIII, a região costeira foi um importante centro comercial para os europeus para procurar escravos, com Togo e a região circundante passando a ser chamada pelo nome "Costa dos Escravos". Em 1884, a Alemanha declarou a região que inclui o atual Togo como um protetorado chamado Togolândia. Após a Primeira Guerra Mundial, o domínio sobre o Togo foi transferido para a França. Togo alcançou sua independência da França em 1960. Em 1967, Gnassingbé Eyadéma liderou um bem-sucedido golpe militar, tornando-se presidente de um estado declaradamente anticomunista e de partido único. Eventualmente, em 1993, Eyadéma enfrentou eleições multipartidárias, que foram marcadas por irregularidades, e conquistou a presidência por três vezes. No momento da sua morte, Eyadéma era o líder mais antigo na história da África moderna, tendo sido presidente por 38 anos. Em 2005, seu filho, Faure Gnassingbé, foi eleito presidente.

Linguagem

West African CFA franc (English)  Franc CFA (Français)  CFA-Franc BCEAO (Deutsch)  Franco CFA da África Ocidental (Português)  Франк КФА BCEAO (Русский)  Franco CFA de África Occidental (Español)  非洲金融共同体法郎 (中文)  Franc CFA BCEAO (Română)  西アフリカCFAフラン (日本語)  Західноафриканський франк (Українська)  서아프리카 CFA 프랑 (한국어)  Franc CFA Afrika Barat (Bahasa Indonesia)  Batı Afrika CFA frangı (Türkçe)  Západoafrický frank (Slovenčina)  Φράγκο CFA Δυτικής Αφρικής (Ελληνικά)  Franc CFA Tây Phi (Tiếng Việt) 
 mapnall@gmail.com