Bandeira nacional - Bandeira do Vaticano

Bandeira nacional  >  Bandeira do Vaticano

Bandeira do Vaticano

Modelo de mesa. A bandeira atual foi adotada em 7 de junho de 1929, através do Tratado de Latrão, no ato de criação do Estado da Cidade do Vaticano, e foi hasteada oficialmente pela primeira vez no dia seguinte.

O desenho e a constituição oficial da bandeira do Vaticano podem ser encontrados no artigo 20º da atual Lei Fundamental do Estado da Cidade do Vaticano, em vigor desde 22 de fevereiro de 2001. A redação do atual artigo é idêntico ao artigo 19º do Tratado de Latrão.

Nos anexos da mesma Lei, estão, em desenho, a bandeira suspensa por uma haste cuja ponta é uma lança, adornada por uma roseta com as mesmas cores da bandeira e franjas de ouro. As dimensões não são especificadas, no entanto, a altura e a largura são iguais.

Brasão de armas do Vaticano.

O brasão de armas está colocado na banda vertical branca e seu simbolismo foi extraído do Evangelho de Mateus. As chaves de ouro e prata cruzadas simbolizam as chaves do reino dos céus dadas por Jesus Cristo a São Pedro no episódio conhecido como "Confissão de Pedro".

Os Papas são considerados, pelos católicos, como o sucessor de Pedro, e as chaves de ouro e prata formam elementos importantes no simbolismo da Santa Sé desde o século XIV.

O ouro representa o poder do Reino dos céus, enquanto a prata representa a autoridade espiritual do papado. As pontas das duas chaves estão direcionadas para cima, ou seja, ao céu, enquanto as alças estão direcionadas para baixo, ou seja, nas mãos do Papa. As duas chaves estão unidas por um cíngulo vermelho, que simboliza o vínculo dos dois poderes. Acima das chaves se encontra a tiara papal, símbolo do papado.

A atual bandeira do Vaticano tremulando na chegada de Bento XVI aos Estados Unidos, em 2008. A atual bandeira do Vaticano foi inspirada nas antigas bandeiras dos Estados Pontifícios. Há, certamente, uma ligação com as cores dourado e prata, pois foram quase sempre retratadas como as cores das chaves de São Pedro, e foram feitas com esses metais as duas chaves que foram dadas ao Papa, quando ele tomou posse da sua catedral, a Basílica de São João de Latrão, durante o Império Romano. A bandeira, portanto, foi feita de amarelo e vermelho, as tradicionais cores da Roma antiga. No início do século XIX, o vermelho e o amarelo apareceu novamente no uniforme da milícia papal. Esse fato está estritamente ligado à ocupação de Roma pelas tropas napoleônicas em fevereiro 1808.

O comandante do exército francês, o general de Miollis, fez inicialmente aparecer cartazes nos muros da cidade, com os quais se impunha a incorporação das forças armadas do Papa ao exército imperial. Para os oficiais que permaneceram leais a Pio VII, então Papa reinante, houve prisões e deportações. No entanto, as reações não foram significativas porque tinha sido divulgada a notícia de que o Papa sabia da situação, e não tinha levantado qualquer dificuldade. Se rebelou apenas um pequeno grupo de oficiais, que foi deportado para a prisão em Mântua.

Para enfatizar a unificação, e provavelmente também para aumentar a situação de incerteza, foi permitido que os militares continuassem a usar o emblema papal vermelho-amarelo, preso ao quepe.
Bandeira nacional 
Bandeira do Vaticano

País - Vaticano

Vaticano ou Cidade do Vaticano, oficialmente Estado da Cidade do Vaticano (Stato della Città del Vaticano ; Civitas Vaticana), é a sede da Igreja Católica e uma cidade-Estado soberana sem costa marítima, cujo território consiste de um enclave murado dentro da cidade de Roma, capital da Itália. Com aproximadamente 44 hectares (0,44 km²) e com uma população estimada de 1000 habitantes, é a menor entidade territorial do mundo administrada por um Estado.

A Cidade do Vaticano é uma cidade-Estado que existe desde 1929. É distinta da Santa Sé, que remonta ao cristianismo primitivo sendo a principal sé episcopal de 1,5 bilhão de católicos romanos (latinos e orientais) de todo o mundo. Ordenanças da Cidade do Vaticano são publicadas em italiano; documentos oficiais da Santa Sé são emitidos principalmente em latim. As duas entidades ainda têm passaportes distintos: a Santa Sé, como não é um país, apenas trata de questões de passaportes diplomáticos e de serviço; o Estado da Cidade do Vaticano cuida dos passaportes comuns. Em ambos os casos, os passaportes emitidos são muito poucos.
Neighbourhood - País  

  •  Itália 

Linguagem

Flag of Vatican City (English)  Bandiera della Città del Vaticano (Italiano)  Vlag van Vaticaanstad (Nederlands)  Drapeau du Vatican (Français)  Flagge der Vatikanstadt (Deutsch)  Bandeira do Vaticano (Português)  Флаг Ватикана (Русский)  Bandera de la Ciudad del Vaticano (Español)  Flaga Watykanu (Polski)  梵蒂冈国旗 (中文)  Vatikanstatens flagga (Svenska)  Drapelul Vaticanului (Română)  バチカンの国旗 (日本語)  Прапор Ватикану (Українська)  Национално знаме на Ватикана (Български)  바티칸 시국의 국기 (한국어)  Vatikaanivaltion lippu (Suomi)  Bendera Vatikan (Bahasa Indonesia)  Vatikano vėliava (Lietuvių)  Vatikanstatens flag (Dansk)  Vatikánská vlajka (Česky)  Vatikan bayrağı (Türkçe)  Застава Ватикана (Српски / Srpski)  Vatikani lipp (Eesti)  Vlajka Vatikánu (Slovenčina)  A Vatikán zászlaja (Magyar)  Zastava Vatikana (Hrvatski)  ธงชาตินครรัฐวาติกัน (ไทย)  Σημαία του Βατικανού (Ελληνικά)  Quốc kỳ Thành Vatican (Tiếng Việt) 
 mapnall@gmail.com