Linguagem - Língua manesa

Linguagem  >  Língua manesa

Língua manesa

O manx, manês ou manquês (Gaelg ou Gailck, ou ) é uma língua gaélica falada na Ilha de Man. O último habitante desta ilha a usá-la como língua materna foi Ned Maddrell, um pescador falecido em 1974. No entanto, por esta altura muitos cidadãos da ilha já se tinham empenhado num projeto para fazer reviver a língua, aprendendo-a como segunda língua para ensinar à descendência. Os primeiros novos falantes nativos de manx (bilíngues em inglês) começaram agora a surgir, crianças educadas em Manx por pais não falantes nativos da língua, inteirando cerca de 300 falantes.

Estreitamente relacionada com o gaélico da Escócia e com os dialetos irlandeses orientais (Ulster e Galloway), o primeiro documento literário é uma tradução de um livro de orações anglicano por volta de 1610 encomendada pelo Bispo de Sodor e Mann, John Phillips. Conheceu uma época de esplendor literário nos séculos XVII e XVIII. As baladas históricas conservaram-se num manuscrito de finais do século XVIII, que recolhe uma tradição oral anterior. Também se conservam baladas de tema ossiânico; poesia religiosa (carvals, equivalentes aos carols (cânticos) ingleses, embora nem sempre de tema natalício, canções de embalar, pastoris e marítimas.

O Manx é usado pelo Tynwald, o parlamento da Ilha de Man, sendo todas as leis lidas em voz alta pelo Yn Lhaihder ("o leitor") tanto em Manx como em Inglês. É reconhecido pela Carta Europeia das Línguas Minoritárias.

A ressurreição do Manx tem sido ajudada pelas gravações efetuadas durante o século XX por investigadores, em particular pela comissão irlandesa para o folclore em 1948, assim como pelo trabalho do entusiasta e falante fluente da língua Brian Stowell.

Na sequência do declínio do uso do Manx, durante o século XIX, foi fundada a Sociedade da Língua Manx, Yn Cheshaght Ghailckagh, em 1899.

Atualmente, o Manx é usado como único meio de ensino em cinco das escolas pré-primárias da ilha, por uma companhia chamada Mooinjer Veggey, que também opera a única escola que ensina exclusivamente em Manx, a Bunscoill Ghaelgagh. O Manx é ensinado como segunda língua em todas as escolas primárias e secundárias e ainda na Universidade da Ilha de Man e no centro de estudos de Manx.

Os nomes maneses também estão a tornar-se novamente comuns na Ilha de Man, especialmente Moirrey (Mary), Illiam (William), Orry, Breeshey ou Breesha (Bridget) e Aalish ou Ealish (Alice). Juan (Jack/Johnny), Ean (John), Joney, Fenella (Fionnuala), Pherick (Patrick) e Freya (a partir da deusa nórdica) continuam populares.

A ortografia do Manx, ao contrário daquela do irlandês e do gaélico escocês não representa a etimologia gaélica e apresenta considerável influência do galês e do inglês (observável na utilização de 'y' e 'w' e em combinações de letras como 'oo' e 'ee').

Por exemplo, Ilha de Man seria escrito em irlandês como "Oileán Mhanainn" ou em gaélico escocês como "Eilean Mhanainn", enquanto que em Manx é escrita "Ellan Vannin", sendo as três variantes pronunciadas aproximadamente da mesma maneira.

Se existia alguma literatura escrita de forma distinta em manx antes da Reforma, perdeu-se ou já não era possível identificá-la na altura em que o ensino da escrita passou a ser seriamente defendido. Assim, quando foram feitas tentativas (sobretudo por parte da Igreja Anglicana) para introduzir uma ortografia normalizada, foi desenvolvido um sistema novo. Supõe-se que tenha sido pura e simplesmente inventado por John Philips, o bispo de Sodor e Man, de origem galesa, que traduziu o pequeno livro das orações para Manx.

País

Ilha de Man

A Ilha de Man ou Ilha do Homem (em inglês: Isle of Man; em manês: Mannin) é uma dependência da Coroa do Reino Unido, que inclui a ilha principal, do mesmo nome, e algumas ilhotas adjacentes, no mar da Irlanda. A capital é Douglas (Doolish). The Tynwald Day (em manês: Laa Tinvaal) é o Dia Nacional da Ilha de Man, comemorado em 5 de julho.

Os viquingues estabeleceram-se na Ilha de Man no final do. O Reino nórdico de Mann e Ilhas Hébridas foi criado por Godred Crovan em 1079. Esse reino foi separado em 1164 em Reino das Hébridas e Reino de Mann, sob domínio norueguês. Em 1266, pelo Tratado de Perth, o rei Magno VI da Noruega cedeu as ilhas à Escócia. A Ilha de Man passou para controle inglês no e para a Coroa Britânica em 1765.

Linguagem

Manx language (English)  Lingua mannese (Italiano)  Manx-Gaelisch (Nederlands)  Mannois (Français)  Manx (Deutsch)  Língua manesa (Português)  Мэнский язык (Русский)  Idioma manés (Español)  Język manx (Polski)  曼島語 (中文)  Manx (Svenska)  Limba manx (Română)  マン島語 (日本語)  Менська мова (Українська)  맨어 (한국어)  Manksin kieli (Suomi)  Bahasa Manx (Bahasa Indonesia)  Meniečių kalba (Lietuvių)  Manx (Dansk)  Manština (Česky)  Man dili (Türkçe)  Манкс (Српски / Srpski)  Mänksi keel (Eesti)  Mančina (Slovenčina)  Manx nyelv (Magyar)  Manski jezik (Hrvatski)  Manska gelščina (Slovenščina)  Meniešu valoda (Latviešu)  Γλώσσα Μανξ (Ελληνικά)  Tiếng Manx (Tiếng Việt) 
 mapnall@gmail.com